Arquivo

Posts Tagged ‘Educação Digital’

Temos computadores e internet! E agora?

Matéria divulgada no Convergência Digital sobre o Seminário Plano Nacional de Banda Larga: Analfabetismo Digital e Responsabilidade Objetiva, realizado dia 20/05, na sede da OAB/SP.

Participei do evento ao lado de Regilberto Girão, Janice Ascari, Lincoln Werneck, Erasmo Guimarães, Higor Jorge, José Luis Dadário e Coriolano ALmeida Camargo Santos, onde nosso objetivo foi discutir a educação cidadã online frente ao PNBL.

Afinal, que elementos daremos aos cidadãos para a navegação ética e segura na internet? Que medidas serão tomadas frente as ondas frequentes de racismo e ódio disseminadas por usuários com a desculpa de que tudo não passou de brincadeira? Como lidar com a exposição exacerbada de crianças que ainda veem o mundo digital como algo desconexo da vida cotidiana? Estas são algumas questões que tínhamos em mente. Na minha modesta opinião, a internet, a educação para os meios, fazem parte da cultura e não podem ser dissociadas e muito menos renegadas.

A matéria pode ser conferida aqui: Convergência Digital

Não deixe de ver a exposição de Regilberto Girão que foi o “pontapé inicial” para colocarmos na mesa as nossas ideias e também Linconl Werneck anunciando o Instituto Coaliza.

Seminário Plano Nacional de Banda Larga

Comissão de Crimes de Alta Tecnologia da OABSP promove Seminário sobre Plano Nacional de Banda Larga – PNBL e Segurança da Informação e Comunicações – SIC

No dia 19 de maio, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional São Paulo (OAB-SP), debaterá os aspectos que envolvem a inevitável e necessária popularização do uso da internet, bem como sobre os riscos previsíveis quanto ao uso ainda imaturo das infraestruturas tecnológicas por boa parte da população brasileira.

Por meio do seminário, a OAB-SP quer ampliar o debate sobre o que o governo federal pretende em relação ao Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), demonstrando que a sociedade brasileira protagoniza fase intermediária e adaptações ao mundo digital. Tais adaptações reservam rearranjos sociais que se vêem aquém da evolução tecnológica, bem como da evolução exponencial de conhecimento e sabedoria dos que insurgem contra os princípios da liberdade e das boas práticas no uso das ferramentas digitais.

Outro objetivo é tratar da consciência cidadã quanto aos riscos e vulnerabilidades existentes e ainda por existir, como também do desprovimento de educação gradual e continuada da sociedade, que está exposta ao potencial uso de seus recursos tecnológicos por indivíduos que têm a capacidade de fazê-la mero instrumento de suas vontades para a prática de ilícitos.

O seminário será dividido em dois painéis. O primeiro abordará o tema A nova plataforma da internet – seu potencial, segurança e aspectos forenses e terá como debatedores: Antônio Luiz Rigo, doutor em Engenharia de Sistemas pela Escola Politécnica (USP) e mestre em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA); Adjabir Fernandes, publicitário e consultor em Projetos de Engenharia e Logística; Volnys Borges Bernal, mestre e doutor em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica da USP, auditor de segurança com certificação CISA/ISACA e pesquisador do Laboratório de Sistemas Integráveis da Escola Politécnica da USP e por Giuliano Giova, master of science e perito judicial em questões de Tecnologia da Informação e Telemática.

 O segundo painel, que será apresentado à tarde, colocará em debate o tema Plano Nacional de Banda Larga, Analfabetismo Digital e Responsabilidade Objetiva e terá como debatedores Regilberto Girão, especialista em Segurança Corporativa, Segurança da Informação e Comunicações e Crimes Cometidos por Meios Digitais, Higor Vinícius Nogueira Jorge, delegado de Polícia Civil do Estado de São Paulo, além de professor de Análise de Inteligência Policial da Academia da Polícia Civil, professor universitário e especialista na Investigação de Crimes Cibernéticos, pela procuradora Regional da República na 3ª Região, Janice Agostinho Barreto Ascari, e por Débora Sebriam, educadora e mestre em Engenharia de Mídias para Educação.

O evento é promovido pela Comissão de Crimes de Alta Tecnologia da OAB-SP e ocorrerá no Salão Nobre da entidade. A comissão é presidida pelo advogado Coriolano A. Almeida Camargo Santos e vice-presidida pelo advogado Marco Aurélio Pinto Florêncio Filho.

As inscrições devem ser feitas por meio do site da OAB/SP http://bit.ly/gJbGol, mediante a doação de uma lata ou pacote de leite integral em pó – 400g, que deverá ser entregue no inicio de cada painel na recepção do evento.

%d blogueiros gostam disto: